Archive for the 'grécia' Category

Rapidinhas!

Antes de partir de viagem para Barcelona, resolvi passar com algumas “rapidinhas”!

1. Lutando contra meu computador que trava 300 vezes em 5 minutos, consegui fazer um vídeo da viagem de Mykonos! O post tem sido muito acessado, então quem quiser conferir 6 minutos do resumo do giro pela ilha basta ir no post original: Rodando uma semana por Mykonos – Grécia ou na página de vídeos do blog!

2. Assim que ví na internet o livro ‘Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia’ (Nelson Motta, Editora Objetiva) fiquei desesperado para ler. Alguns dias atrás a minha irmã me trouxe do Brasil e não deu outra. Estou devorando as páginas com a mesma fúria que Tim devorava um ‘sonho’ na padaria! Estou até com pena de ler rápido e acabar, porque vale mesmo a pena! Pelo menos se você tiver um pouco de louco e de músico no sangue.

3. Acabei de ler e fazer as marcações também no guia de Barcelona! Têm muitas dicas legais para o blog quando voltar de viagem e organizar tudo por aqui! Obrigado também à Patricia de Camargo do blog Turomaquia pelas dicas!

4. Registrei o domínio e agora o blog pode ser acessado também pelo endereço: www.rodandopelomundo.com ! Em breve muitas outras novidades!

5. Chega, vou trabalhar um pouco :D

Valeu galera, muita paz e participem sempre!
Michel P. Zylberberg

Rodando uma semana por Mykonos – Grécia

Mesmo quando comecei a ler sobre Mykonos (Grécia) não poderia imaginar que uma ilhazinha (metade do tamanho da Ilha Grande-RJ) pudesse ser um verdadeiro paraíso para turistas de todas as partes do mundo.

Aeroporto internacional, hotéis de luxo e festas para todos os gostos. Uma mistura de férias familiares com liberdade total para todos os tipos e estilos.

Topless de todos os lados, algumas famílias de nudistas brincando com os filhos em algumas praias e casais gays. Tudo em perfeita sintonia e respeito com as pessoas consideradas ‘normais’.

As construções em pedra, pintadas de branco, com portas e janelas coloridas dão o toque no visual em todas a ilha. Fruto da madeira escarsa, esporádicos terremotos e da falta de dinheiro no passado para construções modernas – acabou virando marca registrada de ilhas gregas como Mykonos.

Mas o branco das casas se mistura às cores do belo mar limpo e transparente e ao céu com raras nuvens. A alegre música grega faz a trilha sonora dos milhares de turistas que circulam pela ilha nas épocas quentes do ano.

Para rodar pela ilha basta uma motinha ou um quadricículo (foi a nossa escolha). Para os mais exigêntes é possível alugar todos os tipos de carros. Mas, mesmo com uma altura máxima por volta de 350m e estradas razoáveis, o acesso à algumas praias é muitas vezes inviável. Aí quem resolve o problema são os barcos-taxi, embarcações de pescadores que se adaptam ao fluxo interminável de turistas cobrando um preço razoável.

A ilha vive basicamente do turismo, e vive bem. Tirando o inverno, a quantidade de dinheiro que circula é incrível, justificando a total segurança. Nem sequer ouvi falar de assaltos ou qualquer coisa do gênero. Rodamos a qualquer hora do dia e da noite sem qualquer tipo de preocupação.

Platys Gialos, Paradaise e Super Paradaise são as principais e mais procuradas praias, sempre com inúmeros iates ancorados e protegidas dos fortes ventos do norte.

Para fugir do sol escaldante no conforto de uma cadeira de sol o preço é meio salgado, mas se comer em um dos restaurantes acaba sendo grátis. O atendimento e o estilo se parecem com o do nordeste brasileiro.

A comida grega é famosa em todo o mundo, de qualidade e saborosa. Mas o cuidado tem que ser tomado quanto ao reaproveitamento de frutos do mar e coisas do gênero que podem não ser tão frescos assim.

A cultura também está fortemente presente na ilha. Museus, muitos belos pontos turísticos (moínhos de vento, little venice, farol, igrejas…), visuais inesquecíveis como um belo pôr-do-sol no mar ou a paz de uma praia deserta.

O centro da ilha é sempre cheio de turistas e têm lojas que vão dos souveniers aos grandes – e caros – negócios do mundo todo. Em meio ao comércio se misturam os restaurantes. Os gregos são sempre receptivos e gentis, quase todos falam inglês ou italiano fluentes.

Alemães, suíços e italianos lideram a lista dos turistas. Mas ví também muitos americanos, canadenses, espanhóis, australianos e – lógico – brasileiros. Todos na mesma sintonia, relaxando na praia ou curtindo nas noitadas que vão até de manhã na piscina ou na beira do mar.

Em casal, solteiro ou com os amigos, Mykonos será sempre uma bela pedida! Quem visita a ilha sabe que irá se surpreender a cada segundo. Seja com a cultura, paisagens, festassurpresas que só um lugar assim pode oferecer.

Curta o vídeo desta viagem:

A V I S O :
Rodando Pelo Mundo
mudou de endereço:

www.rodandopelomundo.com

PAZ!

Texto e fotos por Michel P. Zylberberg para o blog Rodando pelo Mundo

Férias passam sempre voando…

Quem disse para aproveitar cada segundo e que as férias passam voando tinha razão, assim como todos os outros bons momentos da vida.

Mas segui a risca esta filosofia e aqui estou, pronto para voltar amanhã de manhã ao ‘batente’, trabalhar depois de curtir muito na Grécia!

Ainda tenho que organizar as fotos, vídeos, dicas e tudo mais, tem muita coisa!

Mas resolvi passar para dizer que andou tudo perfeitamente bem e que agora é só questão de tempo para voltar com novidades.

O blog tem sido muito visitado, galera participando e espero que continue sempre assim!

E não posso deixar de agradecer pela sua visita nesse exato momento.

Muita paz e boa semana para todo mundo! EFHARISTO!!!

Valeu, Michel

A arte de não fazer nada

Muita gente enlouquece quando fica parada, talvez porque ouçam demais a consciência ou sejam mesmo pessoas ativas.

Já passei algumas épocas da vida sem fazer nada e aí aprendi bem a arte de não fazer porra nenhuma.

Nossa cultura impõe um ritmo incessante, de provas e desafios diários e se você entrar no jogo dificilmente sairá.

Eu nunca me imaginei trancado dentro de um escritório a metade do dia. Mas não tive escolha, já que a minha fase hippie, revolucionário, sonhador, revoltado se foi com a minha adolescência.

Mas isso não quer dizer se vender, entrar de vez no jogo sujo. Agora basta adaptar a arte de não fazer nada a nova rotina.

Desligar a mente e o corpo, relaxar e renovar as energias. Faço isso ouvindo música, lembrando das viagens, festas, amigos… das coisas boas da vida.

Por causa do trabalho poderei viajar e conhecer outros lugares, países, culturas. Mas trabalho aqui na Suíça na minha área (design, marketing), com aquilo que gosto, sou um cara sortudo.

Amanhã entrarei de férias e poderei realmente praticar a minha atividade preferida, não fazer porra nenhuma. Tente você também!

Michel P. Zylberberg

P.S.: comecei a publicar meus textos em outro blog: http://blog.travelstart.com.br/

Fazendo as malas

Correria grande no trabalho para adiantar as coisas e contagem regressiva para as merecidas férias!

Destino? Mykonos, Grécia! E para não fazer como 99% das vezes, resolvi pesquisar um pouco sobre o novo e desconhecido destino. Claro que compartilho com vocês:

Mykonos é uma ilha da Grécia. Faz parte do arquipélago das Cíclades, um grupo de ilhas do Mar Egeu. Tem uma área de 86 km² e uma elevação máxima de 364 m.

É composta principalmente de rocha de granito e tem pouca água. Tinha uns 6200 habitantes em 2002. A maior cidade da ilha é Mykonos, também conhecida por Hora, situada na costa oeste da ilha.

Hoje, é uma ilha bastante cosmopolita. Graças a ter se tornado destino, nas últimas décadas, de visitantes do jet set internacional.

Muitas celebridades gregas e internacionais têm residências de verão na ilha, e freqüentemente podem ser vistas nas belas casinhas brancas da ilha ou em tavernas locais. As belas praias da ilha também atraem praticantes de windsurf e nudismo.

É uma ilha feita por Deuses para as pessoas. Mykonos, o mar, o céu, o sol, a hospitalidade, a diversão, a harmonia, o charme. Uma mística infinita envolve a todos, uma realidade para cada parte, algo especial, desafiando você a viver, provar, satistazer.

Ilha de terreno infértil, árida, queimada pelo sol mas cheia de praias douradas e águas cristalinas. A cor branca, a pedra e as montanhas esparsas são mémorias perdidas ao vento.

Os elementos naturais são vivazes e fortes, preenchendo e guiando você a novas sensações; o ar, o sol e a lua são os eternos guias.

A harmonia da arquitetura Mykoniana é realmente encantadora. A localização e o modo em que foi construída a cidade de Mykonos, as cores particulares, é uma excepcional obra de arte. Nenhum homem ou planejamento  poderia ser capaz de criar uma coisa tão única.

Você pode experimentar tudo que quiser, o quanto quiser, o quanto aguentar. Tudo é perto, ao seu lado, você que faz a escolha… a simples escolha de vir para Mykonos.

“Nadar nas águas do mar azul esverdeado até as 10 da noite e ir para a discoteca na beira do mar até as 10 da manhã!”

Lógico que volto com novidades em breve! No mais, boas férias para quem também tem uns livres e bom trabalho e estudo para quem fica!

Abração, Michel

Fontes e mais infos (em inglês):
http://www.mykonos.gr/index.php?PageLang=english
http://www.thesaurus.gr/mykonos.htm

Quem precisa de férias?

Nunca trabalhei muito tempo seguido sem ter tirado alguns dias ou semanas de férias. Aliás, nunca trabalhei tanto tempo seguido.

Apesar de gostar do trabalho e estar conseguindo meu espaço aqui, ficar trancado 8/9 horas por dia dentro de um escritório nunca foi uma idéia inspiradora ou um objetivo de vida.

Gosto de liberdade, de coisas imprevisíveis e surpresas da vida. Aqui dentro as únicas surpresas são quando o chefe chega pedindo milhões de coisas para fazer ou quando o meu computador resolve tirar férias forçadas – como ontem.

Mas quais são as escolhas? Por que alguns de nós temos essa natureza eternamente insatisfeita? Nunca deixei a palavra rotina entrar no meu cotidiano, mas hoje está escrita na minha testa.

Mas falta pouco, muito pouco – alguns dias! – para as merecidas férias. Espero que para você também!

Grécia e Mikonos me aguardam e irei aproveitar cada segundo para poder recarregar as energias e voltar numa boa.

Porque, depois dessas férias, a contagem regressiva para a próxima recomeçará!

Muita paz e tranqüilidade para todos!

Valeu, Michel

Novos planos

Todo mundo precisa de planos ou sonhos. Como um grande e sábio amigo sempre diz, é fundamental termos metas. Assim tudo ganha sentido e valor.

Seja uma viagem no fim de semana para uma cidade vizinha, uma viagem sem previsão de rolar para um lugar que sempre quis ir ou qualquer outra coisa.

Estava caindo na rotina de trabalho e isso é mau. Mas logo coloquei a loucura em dia e marquei algumas coisas na agenda.

mykonos

A mais concreta e fechada é uma trip para Mykonos (foto), na Grécia, no final de junho com a patroa. A outra, Itália em agosto para o casamento da cunhada.

Ainda em estudo, é pular de pára-quedas aqui na minha cidade em breve. E a mais longe um pouco é a ida ao Brasil no fim do ano, terrinha que estou distante desde abril passado.

Até por essa falta de tempo e férias o blog deu uma esfriada, mas já viram que novidades não vão faltar!

Enquanto isso podem conferir sempre os Destaques, onde encontrarão o melhor que rolou por aqui até hoje.

Faça planos, trace metas, cuidado com a rotina! Rode sempre que puder para não cair no abismo de uma vida vazia e sem sentido.

Grande abraço e muita paz! Bom sabadão!!!

Michel P. Zylberberg