Qual é o valor da sua profissão?

Estava pensando ontem e logo me veio a idéia de escrever no blog, porque é um assunto discutido por muita gente e muito polêmico.

Antigamente era relativamente mais fácil escolher a profissão, a grande maioria ficava entre engenharia, medicina, direito e coisas do gênero que todos estão cansados de saber.

Mas hoje em dia com a gigantesca abertura de mercado e igualmente de faculdades em cada porta de garagem, classificar as profissões já não é tarefa tão fácil assim.

Mas mesmo que você saiba exatamente o que preencher nos formulários de emprego, ainda existe o outro lado da moeda.

Este lado seria o valor que essa profissão tem na cultura e para as pessoas em geral.

Médico são doutores, mesmo que na grande maioria das vezes nem cheguem perto de fazer um doutorado. Advogados igualmente.

Mas quando digo que sou ‘designer’ espero meio que inconscientemente uma risada da parte da outra pessoa. Ou pelo menos uma cara de total interrogação.

Quando sinto que a pessoa conhece um pouco mais da área me aprofundo um pouco mais, indo para o designer de multimidia ou designer gráfico… logo depois – já me auto-explicando – falo que trabalho com internet, coisas gráficas e tudo mais. A outra pessoa agradece pelas explicações, aliviada.

Mas existem outras profissões mais antigas e clássicas que também sofrem com a desvalorização por já terem fixado uma imagem no inconsciente coletivo.

Seria o caso da minha irmã, professora de Educação Física. O que imaginou ao ler?

Ela dando aula em alguma escola com crianças correndo em volta da quadra antes de começarem a jogar qualquer coisa, muito provavelmente.

Mas ela foi um pouco além… doutorado na Unicamp, trabalha como educadora e é uma das pessoas mais brilhantes e inteligente que conheço.

Para desilusão da minha mãe que queria uma filha médica… hoje fica na brincadeira essa confusão toda.

O pior ponto da desvalorização é o direito do cobrar pelo que fez, pelo que criou.

Fazer com que o cliente perceba que aquilo é algo valioso e que você estudou anos para criar aquilo.

“Pô, isso aí qualquer um faz… faz de graça ae para mim! Pago umas cervejas depois…”

Não que eu dispense as cervejas, mas imagina acabar a consulta com o médico e mandar uma dessas:

“Pô doutô, já que num é nada sério, deixa passar essa conta ae… a gente faz um churrasquinho em casa no fim de semana…”

Ou então consultar com o advogado sobre uma causa e achar que ele está sendo gente boa de contar todos os atalhos…

Sábias as pessoas que trabalham com consultoria. Estas sim – apesar de ser um mercato muito restrito – são reconhecidas e cobram por isto.

Felizmente nunca faltou cerveja… já dinheiro…

PAZ, Michel Zylberberg

Anúncios

3 Responses to “Qual é o valor da sua profissão?”


  1. 1 Ana Carolina Cortez Leite setembro 28, 2007 às 2:04 am

    Profissão????

    hmmmmm…to +- no msm “estilo” q a sua na visao dos outros…. principalmente qd digo q faço facul de LAZER e Turismo na USP

    hahahahah

    aih eh q dao risada msm…..

    bjusssss
    garoto!

  2. 2 Suelen Franciscon janeiro 28, 2008 às 7:03 pm

    Oi Michel… vc que está ai rodando o mundo e pelo o que vi já passou pela Austrália, me fala uma coisa. Como vc classifica nosso curso (design gráfico) por lá? Estou indo p/ Sydney ano que vem para estudar e trabalhar na área depois. No momento trabalho com vídeos, comerciais de TV aberta, mas tbm sou fotógrafa e faço alguns trabalhos impressos como bico.
    Agradeço desde já a atenção… abraços….

    Suka

  3. 3 Suelen Franciscon janeiro 28, 2008 às 7:04 pm

    Esqueci de comentar…. dei uma breve olhada no seu portifólio… vc está de parabéns… mto bons seus trabalhos!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: